sexta-feira, 19 de junho de 2009

Eu Te Amo

Ainda te amo!
Como flor não florescida,
Ainda te amo.
.
Como flor acossada,
fechado botão
Que não se abriu
E não trouxe consigo a luz da vida.
.
Ainda te amo, assim,
Incompleta, perdida,
Sem nenhum sonho
realizado em mim.
.
Mas, agora, para mim
Só existe o meu amor
A preencher o eterno vazio
Que, ao partir, deixaste em mim.


3 comentários:

  1. É sempre uma delícia visitar este cantinho poético Lice ... mimoso , adorável e delicado poema. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Delicado como uma rosa é este poema. Adorei.

    ResponderExcluir