sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Procura-se um Pintor

Procura-se um pintor
De fama sem igual,
Que tenha, na sua paleta,
Todas as cores do mundo
E muito mais.

Que recupere este quadro,
Que dê a ele mais brilho,
mais vida, mais cor.
Que o faça resplandecer, à noite
E, diante do dia, seja o guardião do sol.

Procura-se um pintor
Que seja mágico e construtor.
Que tenha inspiração divina,
Que manuseie cores infindas,
Que não se apagam com a chuva,
Não se arrefecem com o sol.

Um pintor...a pintar com amor,
Um quadro,
Que tenha brilho eterno,
Que, do tempo, seja  vencedor.

Procura-se um pintor
Que ponha, nesse quadro,
Sorrisos,
Que o enfeite, o torne bonito
E o adorne com cores do paraíso.

Que ponha, nele, o poder.
Poder de alegria e transformação,
na forma mais profunda
Da mais pura emoção.

Que pendurado,
Faça os olhos enxergá-lo por dentro,
perpetuando o momento
Em que ele foi criado,
Sentindo a beleza
E o encanto que há ali.

Procura-se um pintor
fazedor de quadros felizes.

3 comentários:

  1. Olá Otelice,

    Gostei muito da poesia. Acho que encontrei um pintor do qual irá gostar. Visite o seu blog e confira.
    Abraços,
    Roberto Brandão.

    http://www.juarezaires.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto e muito reflexivo! ;D

    ResponderExcluir
  3. O pintor precisa ter alma de poeta. Sem pintor e poeta o mundo seria sem cor e vida. Bjus
    AMEI PASSAR POR AQUI.

    ResponderExcluir