sábado, 23 de agosto de 2014

 
 
 
PROCURA-SE
 
        AS

ROSAS
 
Procura-se as rosas espalhadas pelos jardins dos sonhos, perfumadas pela Esperança insistente que não dá as costas, não desiste, mesmo quando vê outras rosas partirem.
Procura-se as rosas que enfeitam jardins, que elevam perfumes aos céus, que cobrem, ornamentam e alegram os dias e enebriam os olhos que as contemplam.
Rosas, rosas... que já não se vê por aí.
Procura-se rosas que se escondem por entre o verde dos jardins, que dançam ao som do vento e se elevam como a sorrir.
Procura-se as rosas detalhadas, planejadas, desenhadas pelas mãos do Pintor,
construídas com tanto amor...
Porque fogem... já fogem as rosas.
Dizei-las vós que retornem, pois um novo tempo está por vir.

4 comentários:

  1. Olá, querida Lice
    Sim, clamemos pelo retorno das rosas do bem e da paz em nosso mundo tão necessitado...
    Bjm fraterno de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida Nice
    Venho convidar-lhe pessoalmente para a nossa VI Interação de Natal...

    http://www.idade-espiritual.com.br/2010/12/blogagem-coletiva-natal_08.html

    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Nice
    Venho convidar-lhe pessoalmente para a nossa VI Interação de Natal...

    http://www.idade-espiritual.com.br/2010/12/blogagem-coletiva-natal_08.html

    Bjm fraterno

    ResponderExcluir
  4. Fiquei muito tempo afastado do mundo...Vim até aqui e como sempre encontrei palavras lindas e inspiradoras... Um alento em tempos difíceis

    ResponderExcluir