terça-feira, 6 de dezembro de 2011

VENHA



És tua esta carta, sobre a minha janela?
Jogada assim, sem vestígios, parece-me não teres certeza do chegar.
Visitas-me, sempre, tão sorrateira, ora fazendo-te presença infinda, ora fugindo devagar, deixas sobre as marcas dos teus passos esse incerto querer, esse movimento balançante, entre o ir e o voltar.
Venha, não te acanhes. Aqui, tudo está tão triste... mas, venhas, sem pressa de voltar; venhas para ficar.
Fica comigo, fica; aqueça o meu coração, fala-lhe ao ouvido que tu vais ficar.
Tu tens percorrido caminhos vazios, não tens encontrado o pouso tranquilo, neste teu desejo tão corrente de prosseguir, de avançar; não tens recebido as boas vindas, o mundo parece já não mais te querer, assim como és, raio de luz, sol de todos os luares. Mas, venha!
Venha, Esperança amiga, pousa bem aqui, no meu coração e faze-me, outra vez, cantar.
É tempo de sorrir, de alegrar-se. Venha! É hora, venha!, é este o tempo de chegar.
Não desvies o teu caminho, não desistas da tua vinda; precisamos, mais do que nunca, te reencontrar.
Traze contigo o vento manso e, sobre ele, a Paz a nos saudar. Revista este tempo com a alegria da tua presença e dize-nos que , aqui, sempre estarás.
Esperança, amiga minha, é já Natal a chegar; mais um ano está indo embora e só tu podes reconstruir os sonhos,fortalecer os punhos, pular as barrreiras escuras, revigorar os corações cansados, acalmar as multidões agitadas, eliminar as tensões provocadas, para que, além dos sonhos, possamos a realidade reconstruir, os cantos abrir, a alegria replantar, sonhos novos construir, sonhos antigos , em paz, concretizar.

7 comentários:

  1. Minha querida

    Uma carta feita de amor e muita ternura e que deixa o coração de quem lê cheio de paz.
    Adorei.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Olá, querida

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    Tagore

    ResponderExcluir
  3. Nossa minha querida, que lindo.A beleza dos teus versos me levou as lágrimas.Amei!!!Um grande beijo e um 2012 de muita luz, paz e prosperidade.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Otelice, bela produção poética.
    Feliz finzinho de Natal, mas que ele se prolongue por todo 2012. Bjim
    Carmen

    ResponderExcluir
  5. Lindo amiga muito lindo!
    Felicidade em dobro para Você e toda sua família
    Mil cores na sua vida
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Olá Otelice!Estou te eguindo por esse novo blog , o antigo foi bloq pelo tio google por ter e-mail yahoo, etá jogado com todo os seguidores, nem deletam , nem me deixam acessar!Trágico isso!

    Que lind,comovente e edificante sua carta querida! Mesmo atrasada lhe desejo um genu[ino 2012!


    bjss!

    ResponderExcluir